Daily

Preço… Uma grande questão!

17 Novembro, 2017

O preço é uma das coisas mais importantes a estabelecer quando vamos vender uma casa. Na minha opinião, nem a mais nem a menos!

Quando vou fazer uma angariação, algo que para mim é importante é que o cliente também faça um bom negócio, isto é, não tenho como objectivo fazer angariações abaixo do preço de mercado para as vender mais rápido. Afinal se o cliente ficar satisfeito e sentir que fez um bom negócio vai voltar a recorrer aos meus serviços. 🙂

Por outro lado, também não acho correcto colocar o imóvel acima do preço de mercado. Quem anda a ver casas tem uma noção muito aprofundada do que está no mercado naquele momento e tem já noção dos preços de metro quadrado praticado. Assim, na minha opinião, estar a colocar uma casa acima do valor de mercado só vai servir para ela ficar ali tempo sem fim e acabar por se “queimar o mercado”.

Quem anda a ver casas para comprar em determinado momento, faz muitas pesquisas e quando lhe aparece a mesma casa todos os dias, durante meses, muitas vezes (só pela data consegue perceber) nem a quer ir ver… É um bocado estranho este efeito de “se ainda aqui está é porque ninguém lhe pega, por isso também não me interessa”.

A casa quando entra no mercado tem que estar “a preço” como dizemos na “nossa” gíria. É a única maneira de garantirmos que o preço é justo e isso vai trazer um enorme tráfego de contactos e visitas. É o que vai permitir marcar visitas coladas e as pessoas perceberem o interesse que a casa está a despertar. Quando isto acontece é raro o preço ser (muito) negociado, aliás, em alguns casos gera propostas acima do asking price (recorrente hoje em dia). Ao contrário da situação que descrevi antes, aqui o efeito é aquele de quando estão a dar brindes, estão a ver? Nem sabemos bem o que é mas também vamos para a fila, ou quando vemos um restaurante cheio e é a esse que vamos porque a percepção de qualidade ou de oportunidade são muito maiores.

Só para concluir, e em relação ao tema do preço, o que faço é recorrer a uma avaliadora (que faz avaliações para bancos) e prefiro ter esse custo (pois ofereço ao cliente), mas apresentar um documento completo e profissional e aconselhar o preço com base nesse relatório, até para não haver surpresas nas avaliações bancárias dos clientes compradores, sempre que há recurso a crédito. Até agora tem resultado! 😉

E por aí qual a vossa opinião em relação ao preço/negociação? Comentem!

Beijinhos e bom fim-de-semana! 🙂 Acho que vai estar sol! yuppie! 😉

Partilhe:

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply