Daily

Collection, casas que são obras de arte!

7 Novembro, 2017

Olá, estes foram dois dias de formação intensiva sobre o mercado de luxo em Portugal. Na RE/MAX, chamamos-lhe segmento Collection e o claim do anúncio de televisão é este: “casas que são obras de arte”, não sei se já ouviram?!

Estou contente por ter feito este curso que agora me dá ainda mais ferramentas para trabalhar este tipo de imóveis, venham eles, então! 🙂

Alguns dados que partilho convosco que podem ser interessantes, sobretudo se têm algum imóvel deste tipo, a que clientes podem atrair mais:

  • Clientes portugueses chegam até 1.500.000€, depois destes valores passamos quase sempre para investidores estrangeiros;
  • Algumas nacionalidades que estão a investir no segmento de luxo em Portugal são: russa, angolana, libanesa, turca, sul-africana, chinesa, entre outras, sendo que são os brasileiros que neste momento lideram para os imóveis destes valores mais altos;
  • Em relação a europeus, como franceses, ingleses suiços, belgas,etc, pelos benefícios fiscais que têm no nosso país, em relação ao país de origem, também são uma fatia importante do investimentos, mas não são estes que procuram os imóveis de maior valor. Por norma, estas nacionalidades gastam cerca de 300.000€-500.000€;
  • Em termos de zonas, falamos sobretudo de Lisboa centro histórico e CBD (Central Business District), Cascais e Algarve.

Bom, mas em jeito de conclusão, o mercado imobiliário tem estado em constante evolução e se há uns anos atrás eram os chineses e angolanos que dominavam este segmento de luxo, agora a propaganda é feita noutros países. É preciso ser flexível e apontar para onde as coisas acontecem, é a única maneira de garantir que continuamos a captar investimento saudável para o nosso país, que lhe faz tão bem.

E agora gostava de deixar uma pergunta… O que é para vocês uma casa de luxo?

É que as respostas podem ser tão diferentes que é interessante perguntar..

Entretanto, amanhã é o grande dia do lançamento do blog Unlock. Lá vos espero! 😉

Partilhe:

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply