Daily

A proposta tem que se lhe diga…

10 Julho, 2019

Olá, espero que a semana esteja a ser óptima! 🙂

Pelo menos o tempo já está a melhorar  e isso é fantástico!

Hoje falo sobre um tema que a maioria, ou seja, o comum dos mortais, não domina. E faz sentido, até porque não se compram assim tantas casas 😛

Hoje falo de como apresentar uma proposta de compra!

Ora bem, reparo muitas vezes que um potencial comprador, quando gosta da casa, não faz ideia de que tem que formalizar uma proposta e quais as informações que esta formalização deve conter. Muitas vezes cingem-se a atirar o valor. Mas apresentar uma proposta não é isso. Apresentar uma proposta deve conter a seguinte informação:

  • Valor de aquisição;
  • Valor de sinal no contrato de promessa;
  • Data provável do contrato de promessa;
  • Data provável de escritura;
  • Se recorre ou não a crédito bancário e em que proporção.

Todas estas informações são essenciais para que um vendedor, existindo várias propostas, possa tomar a melhor decisão. E mesmo que não haja mais propostas, todos estes itens podem ser negociados, como as datas, valor de sinal, etc, para além do valor final de fecho de negócio, o que pode ajudar a negociação a chegar a bom porto.

Quando um comprador está a apresentar uma proposta desta forma, está de alguma maneira, a comprometer-se, e também, sabendo bem responder a todas estas questões, significa que sabe o que está a fazer, que tem a lição estudada, significa que se recorreu a crédito à partida já tem uma pré-aprovação, e tudo isto são factores que transmitem muita confiança ao vendedor na hora de aceitar avançar com o negócio! 😉

Sabiam disto?

Espero que tenha sido útil!

Um beijinho e até amanhã;)

Partilhe:

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply