Daily

Não é só comprar e já está!

19 Outubro, 2020

Olá, esse fim-de-semana como foi? Espero que tenham aproveitado bem o sol porque esta semana vamos estar assim de chuva :/

Ora bem, hoje venho falar sobre os custos inerentes à compra de uma casa e que muitas vezes são desconhecidos dos compradores…

Quando falo deste tema, alguns clientes estão informados, mas muitos recebem-no com surpresa e desagrado…

Comprar uma casa não implica apenas tratar da pré-aprovação do crédito e já está, há custos, nomeadamente de impostos, registos, escritura, etc que é importante conhecer antes de partir para esta aventura.

Até porque no caso dos impostos, por exemplo, consoante o valor da casa, podemos estar a falar de valores significativos e portanto convém ter esse dinheiro de parte para garantir que leva o barco a bom porto! 😉

Mas neste vídeo está mais bem explicado. Espero que fiquem esclarecidos! 😉

Um beijinho e boa semana!

Partilhe:
Daily

Porquê vender antes e comprar depois?

12 Outubro, 2020

Olá e boa semana! 🙂

Hoje venho abordar esta questão por achá-la demasiado importante, e sentir que muitos clientes ainda pensam ao contrário…

Vender antes e comprar depois, QUASE SEMPRE!

Quase. Sempre que não dependa da venda para comprar. Porque se depender, então não há volta a dar…

Isto porque há duas questões muito importantes:

  1. Pressão na venda
  2. Mercado (supostamente) descendente

Mais explicadinho aqui no vídeo, por isso vejam e se tiverem alguma questão, já sabem, contactem-me! 😉

Beijinhos

Partilhe:
Daily

Afinal como se faz uma proposta?

5 Outubro, 2020

Olá!! Espero que o feriado tenha sido óptimo e desejo desde já uma óptima semana a todos! 😉

Hoje trago-vos um vídeo onde tentei explicar da forma mais simples, como se faz uma proposta, o que ela tem que ter para ser uma proposta completa, e do lado proprietário, o que se deve exigir em termos de informação para poder comparar propostas de forma equilibrada.

Em resumo:
1) Se é comprador, e vai fazer uma proposta, apresente-a sempre com os elementos que identifico no vídeo, pois está a aumentar as suas probabilidades de fechar negócio;
2) Se é vendedor, não aceite propostas que não contenham todos os elementos enumerados no vídeo. Às vezes o facto de ter uma proposta mais alta em termos de valor, pode esconder outros elementos que do seu lado podem inviabilizar o negócio (imagine que,, por exemplo, é dado um prazo para escritura de 6 meses e para si o máximo que pode aceitar são 3 meses?…)

Por isso é muito importante que todas as variáveis de uma proposta sejam apresentadas logo à partida e de forma transparente.

Espero que fiquem esclarecidos, mas já sabem que qualquer dúvida estou sempre disponível 😉

Um beijinho, espero que vos seja útil!

Partilhe:
Daily

Estou a avisar…

28 Setembro, 2020

Olá! Espero que a vossa semana tenha arrancado da melhor maneira!

Hoje venho aqui mostrar-vos um vídeo, que para mim reflecte das questões mais importantes de comprar uma casa: a ajuda de um profissonal, neste caso, a minha, claro! Ahahah

Agora a sério, têm ideia da quantidade de coisas que podem correr mal, ou sabem que podem estar a comprar gato por lebre? É mesmo verdade.

Tentei colocar aqui apenas alguns dos aspectos que considero importantes, mas poderia fazer uma lista de dezenas. O vídeo é que ficaria tão extenso que ninguém o via até ao fim! 😉

E sem mais demoras, vejam então o vídeo e espero que interiorizem alguns destes aspectos! 😉

Qualquer questão adicional que tenham, por favor não hesitem em contactar-me!

www.instagram.com/ritagarciacasas
www.facebook.com/ritagarciacasas
+351 966734999

Um beijinho e uma óptima semana 🙂

Partilhe:
Daily

Regresso em força!

21 Setembro, 2020

Olá! Setembro é mês de regressos, depois dos pensamentos e decisões das férias…

É certo que este ano foi atípico, mas depois das mudanças que ocorreram em muitas famílias, chegou, para muitos, a hora de vender a casa!

E é por isso que hoje mostro uma brevíssima apresentação que vou ter por agora nas minhas redes, onde explico em traços gerais, as mais-valias de vender a casa comigo!…

Não que seja mais especial ou melhor que os outros, mas acho que a especialização que tenho vindo a fazer em marketing digital, no ramo imobiliário já muito antes da pandemia, me ajudou a ser pioneira em ferramentas que hoje vão fazer toda a diferença a vender uma casa…

Quando nos chega uma casa, há muitas hipóteses de a promover, a maioria dos meus colegas ainda usa (e bem) muitos meios tradicionais, mas o que é certo é que hoje há milhares de outras opções que nos permitem levar a casa não só “mais longe”, isto é, a muito mais gente, como também, “às gentes que se quer”. Isto quer dizer que com as ferramentas de marketing digital, podemos escolher exactamente a que público queremos vender uma determinada casa (a quem queremos que a casa apareça), de acordo com critérios seleccionados para diferentes públicos-alvo. Ou seja, a probabilidade de vender uma casa com sucesso aumenta, diria, 1000% 🙂

Algumas das ferramentas que uso e destaco são, Facebook e Google Ads, promoção através das minhas páginas de Facebook, Instagram e canal de Youtube (em que juntas tenho mais de 12.000 seguidores) e ainda através do meu blog www.ritagarcia.com. Depois uso listas de destinatários do Whatsapp, Maillings, Newsletters , entre outros! É muuuuita coisa 😉

Penso que nos próximos tempos irá haver uma maior necessidade dos particulares em recorrerem aos serviços de mediação e por isso achei que era tempo de dar aqui um refresh com esta nova apresentação. O que acham? Espero que gostem! 😉

Um beijinho e uma óptima semana! <3

Partilhe:
Daily

Já lá vão 5…

15 Setembro, 2020

Já lá vão 5 anos… é caso para dizer que, quando fazemos o que gostamos, o tempo passa a voar!

5 anos e mais dois filhos depois (porque já tinha um), cá estou…na mesma loja, RE/MAX Miraflores do Siimgroup, com o mesmo broker (que aliás acho o melhor broker do mundo!), uma vida cheia de negócios, novos colegas e alguns amigos, tempo para os meus filhos, e a ter oportunidade de conhecer cada vez melhor o mercado das casas que é realmente a minha paixão!

Muitas coisas boas aconteceram, poucas menos boas! Acho que no dia em que fui entrevistada pela Joana Aguiar (uma das minhas colegas de eleição 🙂 ) tomei mesmo a decisão certa. Estou para ficar! <3

Desenvolvi este blog que foi pioneiro e deu muita visibilidade, ganhei vários prémios, fui a Formentera, fui aos Açores, descobri limites que não conhecia…

Apanhei o mercado na subida vertiginosa e hoje talvez enfrente uma também vertiginosa descida (ou não?!) mas o entusiasmo mantém-se e a vontade de continuar a dar o meu melhor também. Estou de regresso em força, a minha pequena já tem 3 meses e Setembro é o mês dos recomeços 🙂

5 anos de RE/MAX, família de 5, estou completa! E agora venham mais negócios! <3

Um beijinho a todos já com saudades e um óptimo regresso a todos!

Partilhe:
Daily

A Amélia…

14 Maio, 2020

Como coloquei nos stories esta semana, fiz a última escritura a dias de ter a minha Camila, curiosamente, o nome de uma neta da Amélia! <3

Perto dos 70, mãe de três filhos e avó de vários netos, a Amélia ficou-me no coração…

Falámos sobre a venda da sua casa pela primeira vez há mais de 2 anos…

Entretanto as coisas mudaram, o marido adoeceu e só há meia dúzia de meses avançamos com o processo.

No início, (parecia) mulher de poucas palavras. Tomava então a decisão de mergulhar num processo que seria seguramente, um dos processos da sua vida: a venda da casa onde viveu por mais de 40 anos. Ali teve os filhos, criou-os, trabalhou e reformou-se, viveu as melhores e as piores histórias…

Entregava agora a casa, ainda habitada, a uma desconhecida, que era eu!

“Amélia, vou precisar de umas chaves e que saiam de casa para eu poder fazer as visitas à vontade e os clientes se sentirem sem constrangimentos para ver tudo, pode ser?”. Como este, houve outros pedidos que como se imagina não terão sido fáceis de digerir. Mas a Amélia nunca hesitou. Como podia eu esperar tanta confiança, colaboração e comprometimento de alguém que se desfazia agora do seu bem maior, aquele guardou nas paredes 40 anos de uma vida? Mas com a Amélia foi assim. 

Íamos falando pelo whatsapp para combinar visitas e dar feedback das mesmas. Pontualmente falávamos ao telefone para resolver pequenas questões ou sentir o ponto de situação. Sim, porque a Amélia tem Whatsapp, e ainda tem Uber! Mete-se no avião e visita as filhas e os netos… A Amélia é uma máquina!

Vendemos a casa as duas, abraçamo-nos as duas. E ainda que a comemoração não tenha podido ser a decente, por causa deste bicho chato, a Amélia retorna agora feliz à sua terra Natal e eu retorno à razão pela qual amo este meu trabalho: AS PESSOAS!

Obrigada por tudo Amélia! <3

Partilhe:
Daily

O que está a dar são terrenos ;)

20 Janeiro, 2020

Olá! E boa semana 🙂

Pois é, os terrenos começam (há já algum tempo) a ser uma boa opção/alternativa ao mercado actual.

O que acontece é que a procura por terrenos tem disparado porque os preços das casas estão tão altos, que muita gente começou a apostar na compra de terreno e construção de casa. Fazendo as contas pode compensar, desde que se consiga um empreiteiro a preços decentes. O valor das obras também disparou e quem está nesta área sabe bem que os preços de obra, em Lisboa, mais que duplicaram.

Mas não há nada como pedir vários orçamentos (recomendo um bom caderno de encargos elaborado por um arquiteto para que nada falhe e depois não haja os típicos extra que não estavam incluídos).

E eu nem de propósito hoje apresento-vos um terreno que acabo de angariar: https://www.remax.pt/120151218-52.

É um lote de 600m2 com implantação de 150m2 e área total de 360m2 de construção aprovada. Ou seja, dá para fazer uma bela casuxa. Fica super bem localizado em Setúbal, vejam e pensem nisso! Por 70.000€ e depois a construção ou até estas casas modulares espectaculares que existem agora com custo mais reduzido… Uma opção a equacionar! 😉

Partilhe:
Daily

O cheiro também vende (ou não)!

14 Janeiro, 2020

E de que maneira…

Há dias fiz uma visita num prédio com um cheiro nauseabundo… saí de lá com uma dor de cabeça, meu Deus!

Quem diz prédios, diz apartamentos, e podem ser para obras ou não. E da mesma maneira que o cheiro afasta compradores, também os pode aproximar…

Há dias falava com um colega que à vezes usa velas com cheiro a bolo de chocolate, ou pede mesmo aos proprietários para fazerem bolos em casa antes das visitas!

Achei de sonho e, segundo ele, de facto resulta!

Não precisamos ir mais longe, quem nunca fez uma visita a uma casa por exemplo que tem animais (quem não acha muita piada), e ficou logo de nariz torcido com o cheiro?… É muito mais comum do que possam imaginar o cheiro ter um papel importante na venda, sobretudo quando falamos de clientes finais (não investidores) que vão viver na casa e têm uma relação com ela muito mais emocional nas visitas!

Fica a dica!

Agora o difícil é no meu caso, ir fazer uma angariação em que a casa cheira mal… como é que explico isto ao proprietário??!

Enfim, às vezes temos assim umas tarefas mais difíceis e não há nada como ter alguém como cliente vendedor que confia em nós e nos deixa preparar a casa para a venda da melhor maneira! 🙂

Partilhe:
Daily

Dúplex, cuidado com ele!

13 Janeiro, 2020

Bom dia e boa semana! Espero que o sol (para quem o apanhou) do fim-de-semana tenha sido energizante e que a semana seja fantástica para todos!

Ora bem, hoje vou falar sobre algo que geralmente excluo das pesquisas para cliente: Dúplex(es).

Bom, vamos abrir excepção nesta conversa para os casos em que o apartamento já é dúplex de origem, ou seja, mais comum em edifícios recentes. O que é facto, é que, nos edifícios antigos o dúplex, não é mais do que um aproveitamento de sotão.

E o que é isto significa? Significa que, na maior parte das vezes, esta área não pertence legalmente à fracção. E o que é que isto significa? Significa que uma avaliação bancária para efeitos de concessão de crédito, nunca tomará esta área – que muitas vezes é promovida dentro da área total da fracção – , como área de habitação como a restante. Ou seja, avaliações bastante abaixo do esperado.

Mesmo para quem compra sem recorrer a crédito, e por isso não depende de uma avaliação, importa pensar que, se um dia tiver que vender, vai ter exactamente o mesmo problema.

Os uso exclusivo do sotão até pode ter sido cedido em ata de condomínio, mas para que esta área seja parte integrante da fracção é necessário alterar a Propriedade Horizontal e para o fazer teria que ficar aqui mais 15 min a explicar como se faz. Em resumo, a menos que se trate (logo à partida verificando na documentação) de que esta área é parte integrante da fracção, a minha sugestão é sempre fugir a 7 pés do Dúplex!

A menos que o valor de venda seja o preço do metro quadrado, multiplicado apenas pela área da parte de baixo, se for considerada toda a área (de baixo e de cima), está a fazer um mau negócio porque está a comprar área não legal, como sendo.

Se o asking price reflectir apenas a área legal, o problema já não se põe, e se houver a autorização dos outros condóminos em ata, sempre tem ali um espaço extra pelo qual não pagou! 😉

Espero ter ajudado!

Até amanhã

Partilhe:
Daily, Renew

Antes e depois com muita pinta…

9 Janeiro, 2020

Retomando a nossa rúbrica do “RENEW” que ficou um bocadinho adormecida em 2019 (não foi um ano propriamente fácil do ponto de vista pessoal), hoje venho mostrar-vos o Antes e Depois deste apartamento tãaao giro que tenho à venda em Campo de Ourique

Como todas as outras que mostrei, é uma transformação radical… O apartamento estava assustador e agora está uma casinha gira, cosy e com pinta! Muito gosto! E agora já sabe, é só marcar visitas. Ele está pelo preço de 168.000€ e é muito interessante seja para viver seja para investimento, para colocar no mercado de arrendamento. Marquem já a vossa visita, ele fica na Vila Rosa uma vila típica na Travessa de Campo de Ourique. Está inserido num pátio onde até se pode colocar uma mesinha com cadeiras para almoçar… Que grande pinta! 😉

Partilhe:
Daily

Agora quem precisa de casa sou eu!

8 Janeiro, 2020

Olá 😉 Espero que depois do post de ontem, tenham pelo menos pensado 5 min no que querem fazer este ano, sim?

Hoje comecei o dia com uma boa notícia, um familiar meu finalmente teve alta vai poder recomeçar a trabalhar… está muito feliz porque era tudo o que desejava. A isto se chama arrancar em grande! É um caso em que a cabeça e o ACREDITAR fez milagres <3

E por falar em acreditar, sabem que tenho dois filhos rapazes, certo? Sempre desejei/acreditei que ia ter uma rapariga, desde o princípio que tinha este desejo/sonho…

Pois é, agora o nosso T2 ficou muito pequenino porque vem aí A MIÚDA! 🙂

Eu própria que passo a vida a procurar casas para os meus clientes, agora vou ter que arranjar uma maior para mim! Acabámos de aprovar um projecto na CML para construir uma casa bem gira na Ajuda, mas agora com 2 anos de construção, acho que não vai acontecer… :/

Ainda temos algum tempo, mas é preciso começar a pensar nisso!

E por aí também há bebés? É preciso mudar de casa? Se sim, já sabem, cá estou! 🙂

Um beijinho e até amanhã

Partilhe:
Daily

Feliz 2020 e mais um bocadinho!…

7 Janeiro, 2020

Olá!! Bem-vindos ao blog neste novo ano! Este título, a vocês não vos diz nada, mas era o título do e-mail que mandava a cada ano, na passagem de ano, a todos os meus amigos. Só mudava o ano e os textos eram sempre de motivação. Fazia uma retrospectiva do que tinha passado e tentava motivar as pessoas a agarrarem-se ao novo ano com unhas e dentes!

Sou uma pessoa de sonhos e continuo a acreditar que eles só se realizam com muito trabalho.. é preciso correr atrás, mas o resultado depois é a melhor coisa que podemos ter na vida… Certo? 😉

Bom, entretanto fui ficando “velha” (ahaha) e fui tendo mais mil e uma coisas que fazer, sobretudo estas pestinhas (na foto) que não param, esses e-mails, foram ficando para trás… Há dias, uma grande amiga minha reencaminhou-me um deles… ainda fiquei comovida. Vi uma miúda com garra e vontade de viver, de sonhar e alcançar. É engraçado como os anos nos moldam, mas é bom perceber que hoje sou a mesma miúda com os mesmos sonhos e vontades mas um bocadinho mais contida, sem ter tanto a boca no coração, já me vou controlando mais na forma como comunico. É giro ver que se escrevesse hoje o mesmo e-mail, tentava passar as mesmas ideias mas com mais calma… Pronto, mas quem me ouve falar até parece que me tornei uma pessoa super calma…NOT!

Bem, mas isto não interessa nada, vim aqui para dizer que o blog e as casas vão continuar em força e neste momento, um dos objectivos que tinha guardado há muito tempo, e que finalmente tirei da gaveta, é RECRUTAR alguém!

Preciso de ajuda para poder crescer, há muito tempo que percebi que sozinha não consigo fazer mais, mas este é um passo que custa a dar… O anúncio está publicado, agora a ver se acerto com a pessoa!

A Rita Garcia Casas este ano vai crescer!! Este é um dos meus objectivos… e depois tenho outros, que muito em breve irei partilhar!

E vocês? Esse excel está feitinho?

A sério, lutem pelos vossos sonhos, escrevam-nos, dividam-nos por etapas e dêem-lhes datas! Acreditem que vão chegar lá e trabalhem para isso! A vida tem muito mais piada assim!!

Vamos a mais um ano cheio de negócios! Estou aqui à vossa espera! E por falar nisso, precisam de mudar de casa? CONTEM COMIGO!

Beijinhos e desejo-vos do fundo do coração um 2020 cheiinho de prosperidade! <3

LET’S GO! 🙂

Partilhe:
Daily

Indignada!

12 Novembro, 2019

Olá!! Está semana estou com novidades fresquinhas, fiquem atentos às minhas redes! 😉

Bem, mas hoje venho aqui falar por um tema que me está a causar tanto desconforto que tenho que partilhar…

Tenho estado a fazer pesquisas de imóveis para uns clientes meus a quem vendi uma casa. Acontece que, obviamente, para além de ver produto RE/MAX tenho estado a ver tudo o que há no mercado.

Logo os avisei que se fosse uma casa da ERA para marcarem directamente porque a ERA não faz partilhas (entretanto ainda hei-de escrever aqui um post sobre o erro gigante de colocar uma casa à venda numa agência que não faz partilhas. É que não sei se têm consciência mas isto limita o mercado de compradores brutalmente, porque só os colaboradores da mesma empresa podem vender) mas adiante…

Comecei a minha pesquisa e apareceram algumas casas que podiam ser interessantes para visitar, enviei-lhes o link e pediram-me para fazer a visita. Pois acontece que num universo de 4 casas que tentei marcar visita, NENHUMA faz partilha. Tive que dizer aos meus clientes com alguma vergonha alheia que os colegas não partilham e que então têm que marcar directamente…

Mas o meu ponto não é só este… Então eu pergunto, quem é que entrega uma casa para venda a uma agência, ainda por cima de dimensão mínima, que não faz partilhas de negócio e que portanto, só as pessoas que trabalham nessa empresa a podem vender? Têm noção de que estão a limitar o vosso mercado para 1/1000 (ou sei lá) do potencial mercado que pode ter?

Pensem! Vai haver dezenas ou centenas de consultores como eu que têm potenciais clientes para aquela casa e que simplesmente ficam de fora. A vossa casa pode nunca chegar a eles. Não se esqueçam que nem todos os clientes são super aptos nas pesquisas de internet e muitos trabalham com relações de confiança com os consultores. Se a casa não lhes é apresentada, simplesmente não sabem da sua existência!

E agora estou indignada, ando eu aqui a partilhar negócio com toda a gente e só ontem e hoje tenho levado uma série de “Nãos” de colegas que se for preciso, são os mesmo que me ligam a perguntar se faço partilha e abro as portas das casas que tenho à venda aos seus clientes!! bahhhh

Que maneira de trabalhar esta…

Beijinhos e continuação de uma óptima semana!! Com muitas partilhas em todos os sentidos! <3 🙂

Partilhe:
Daily

183 dias obrigatórios… Sabia disto?

23 Outubro, 2019

Olá!! Que tal por aí com esta semana escura?

Hoje venho dar uma informação que considero super importante. Acabei de a esclarecer agora na reunião de equipa, porque há muito tempo me inquietava não ter uma resposta concreta para os clientes. Cada pessoa dizia a sua coisa e até entre advogados.

Tem a ver com o tempo obrigatório de morada fiscal em determinado imóvel, para que possa fazer a venda da mesma como primeira habitação, com a hipótese de reinvestimento numa outra primeira habitação sem que haja lugar a pagamento de mais-valias (reinvestindo a totalidade do valor de venda com alguns detalhes).

Este tempo são 183 dias.

Por exemplo, eu compro uma casa como primeira habitação mas ao fim de um tempo mudo-me para outra casa e mudo a morada fiscal. Para poder vender a primeira casa e poder reinvestir o dinheiro em 3 anos sem pagar mais-valias, a morada fiscal tem que voltar a ser a mesma da primeira habitação, pelo menos durante 183 dias.

Só agora em Outubro me deparei com dois clientes com o mesmo problema. Não tinham mudado a morada fiscal novamente para o apartamento e agora têm que esperar 183 dias para fazer escritura de forma a não pagar imediatamente as mais-valias e poder reinvestir o dinheiro numa outra primeira habitação.

Partilhe: